Mulher no setor metalúrgico

O mercado de trabalho tem mostrado muita diversificação nos últimos anos, ainda mais quando falamos em inclusão do trabalho feminino em profissões que antes eram dominadas pelo homem. Conforme dados do Sindicato dos Metalúrgicos de Passo Fundo, a mulher ainda não conseguiu seu espaço no ramo metalúrgico aqui na cidade e região. Atualmente, menos de 5% das vagas de trabalho são preenchidas no setor pelo público feminino. 

O principal fator que contribui para esta realidade é a falta de instituições capacitadas em formar profissionais do sexo feminino. Segundo o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos, Ailton Araújo, a capacitação da profissional mulher requer algumas adequações pedagógicas e curriculares nos cursos já existentes. Ailton destaca que não há diferença salarial entre homens e mulheres no setor. Em alguns casos o que pode acontecer é a dificuldade de crescimento profissional nas funções dentro da empresa.

Embora o número de mulheres seja ainda inexpressivo neste mercado, o presidente acredita que as atuais e novas instituições devem investir em cursos profissionalizantes para mulheres do setor metalúrgico.

Voltar | Imprimir

ONDE ESTAMOS


© Copyright 2013 - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Datastream Sistemas